O portal de notícias da rádio mais ouvida de Canelinha

MENU
Logo
Quinta, 16 de setembro de 2021
Publicidade
Publicidade

Previsão do Tempo

Onda de frio da próxima semana será a mais forte em 66 anos

O frio intenso trará riscos de hipotermia para pessoas em situação de exposição ao frio, como moradores de rua, e animais de criação e estimação

4349
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Santa Catarina deve registar na próxima semana a maior onda de frio desde 1955. A previsão indica temperaturas de até -10°C na Serra e Planaltos. Essa massa de ar polar deve causar ainda congelamentos e prejuízos, segundo o meteorologista Ronaldo Coutinho. A previsão aponta que a partir da próxima quarta-feira (28), o declínio das temperaturas no Sul do Brasil será bastante intenso.

“Extraordinária onda de frio. É muito mais forte do que qualquer outra que teve. Mantendo as projeções, o frio trará prejuízos à agricultura e às pessoas, podendo até ter congelamento de água”, informou Coutinho. Ele também prevê que Florianópolis poderá ter geadas fortes no cinturão verde da Ilha, fato que ocorreu pela última vez em 1975. “Tudo que for sensível ao frio poderá sofrer danos. Avisamos com antecedência para o produtor tomar cuidado e se preparar, assim como as pessoas”.

O frio intenso também trará riscos de hipotermia para pessoas com situação de exposição elevada ao frio, como moradores de rua, e animais de criação e estimação. “Na região da Serra Catarinense as máximas podem oscilar entre 0 e 3° e mínimas entre -7 e -10°C”.

Ainda de acordo com o meteorologista, os dias mais frios serão quinta, sexta-feira e sábado, com máximas de 0º e mínimas negativas em todo o Estado. Ele explica que as massas frias que estão saindo do Polo Sul são mais fortes que o habitual.

“O Oceano Pacífico está neutro, mas o comportamento da atmosfera é de La Niña e isso favorece para que as correntes de vento empurrem as massas de ar frio com mais facilidade ao Sul. Teremos frio fora do padrão até dezembro, mas a partir da primavera e do verão vai diminuindo a intensidade e a duração”, destaca. As temperaturas negativas podem ocasionar geada ampla a severa. Segundo ele, há chance de temporais com transtornos de tempestades localizadas.

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Envie sua mensagem e faça parte da nossa programação