Rádio Canelinha FM - Informação com credibilidade e responsabilidade.

Sabado, 24 de Fevereiro de 2024
unifael
unifael

Notícias Policial

Mulher cansa de apanhar e põe fim à violência: Mata o próprio marido enforcado em SC

Após anos de ameaças e agressões, vítima toma medida extrema para se defender

Mulher cansa de apanhar e põe fim à violência: Mata o próprio marido enforcado em SC
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um desentendimento que se transformou em tragédia abalou Treze de Maio, município do Sul catarinense, na noite deste domingo (18). Uma mulher de 36 anos decidiu dar um fim à violência que sofria e, em um ato desesperado, matou o próprio marido, de 30 anos, por enforcamento, por volta das 19h30, segundo informações da Polícia Militar.

Conforme relatos do portal de notícias Notisul, a autora do crime informou às autoridades policiais que o homem vinha ameaçando-a de morte e havia tentado incendiar a cama com um isqueiro, causando queimaduras em sua perna.

Imediatamente após o incidente, a mulher, que não tinha antecedentes criminais, foi presa em flagrante e conduzida à delegacia local para prestar depoimento e dar esclarecimentos sobre o ocorrido.

Publicidade

Leia Também:

Enquanto a Polícia Militar afirmou que o homem não possuía registros criminais, o Notisul revelou que a mulher já havia registrado inúmeros boletins de ocorrência contra o marido. Inclusive, há dois anos, uma medida protetiva foi expedida em favor dela, na tentativa de mantê-la a salvo das agressões. Contudo, mesmo com essa ordem judicial, o casal permanecia vivendo sob o mesmo teto.

Agora, a Polícia Civil assumirá a investigação, buscando esclarecer todos os detalhes desse crime terrível e compreender as circunstâncias que levaram a esse desfecho trágico. Serão analisados os antecedentes de violência doméstica, os registros policiais anteriores e outros elementos que possam auxiliar na compreensão do contexto em que ocorreu o ato extremo.

Essa história traz à tona novamente a discussão sobre a necessidade de proteção efetiva para as vítimas de violência doméstica e o desafio enfrentado pelas autoridades em lidar com casos tão complexos. A sociedade espera que esse triste episódio contribua para o aprimoramento das políticas de prevenção e combate à violência contra as mulheres, evitando que mais vidas sejam perdidas nesse contexto de violência familiar.

Comentários:
SPEEDNET
SPEEDNET

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )